Google vai abandonar o Android, e agora?

Novamente a União Européia pega o Google para exemplo e a multa é bilionária, mas ao que tudo indica o Google vai abandonar o Android, o pivô desta nova multa.

Google vai abandonar o Android
Google vai abandonar o Android

A União Européia pegou muito pesado com o Google e a multa é milionária e ao que tudo indica o Google vai abandonar o Android para se livrar destes problemas.

Vamos recapitular um pouco, por implicância da UE o Google foi multado por dominância econômica com um sistema distribuído de forma gratuita, é, eu sei que soa estranho e que a Apple não foi incomodada, mas isso é outra história.

Somando este problema com a UE o Google ainda enfrenta uma batalha judicial com a Oracle devido ao uso do Java dentro do Android.

Daí segue-se o curso natural das coisas e a lógica é mesmo substituir, mas por quem?

Google vai abandonar o Android: ainda temos problemas técnicos

Somando ao dois problemas financeiros que o Android está causando para o Google temos ainda um problema técnico de difícil solução: o kernel Linux.

O kernel do Linux nunca foi pensado para gadgets que possuem limitação de tamanho e processamento e para piorar o seu criador, Linux Torvalds, já anunciou que não irá investir em uma “versão” mobile do kernel Linux.

O resultado disso é uma grande dificuldade para portar o kernel, a cada atualização, para o ambiente mobile e de quebra ainda temos boa parte do processamento sendo desperdiçado devido a arquitetura do próprio kernel.

Google vai abandonar o Android: a solução

Desenvolver um novo sistema operacional do zero não é algo que vemos todos os dias, pois é uma tarefa complexa e onerosa.

Mas o Google já se antecipou e já trabalha desde antes de 2016 no Fuchsia.

O Google tem mantido segredo absoluto sobre ele, porém já sabemos que ele foi pensado para ser compatível com diversos formatos de tela e também para diversas plataformas diferentes, notadamente para smartphones, tablets e computadores low-end para substituir o ChromeOS.

O kernel está sendo desenvolvido do zero e se chamará Zircon, livrando o Google de todos os problemas.

Também não teremos nada de Java e assim o Google se livra de mais um grande problema.

Desenvolvendo tudo do zero, além de livrar o Google dos problemas atuais é provável que o controle sobre as atualizações seja maior, tirando os fabricantes da jogada e assim tudo indica que finalmente teremos atualizações de forma dinâmica e muito mais rápida.

O Fuchsia tem previsão de lançamento em 2021.

matrix
matrix

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 321 outros assinantes

Busca

outubro 2020
DSTQQSS
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias