Windows open-source?


É isso mesmo que você leu. A Microsoft noticiou que irá compartilhar código e informações técnicas de vários produtos seus, entre eles os produtos da família Windows, com o intuito de ajudar os desenvolvedores de software independente. Se isso realmente acontecer conforme manda o figurino será um revés enorme para a Microsoft que sempre defendeu a propriedade intelectual de seus produtos chegando até a ser acusada de monopólio em vários países.

Mas tirando do pensamento a filosofia open-source, no fundo a Microsoft tenta mesmo são 3 pontos:

  • se livrar de possíveis futuros processos por monopólio ou práticas comerciais pejorativas;
  • melhorar sua imagem se aproximando de um mercado consumidor open-source que cresce a cada ano e com isso comercializar também nesse nicho de mercado;
  • abrindo o código-fonte de produtos seus, ela vai com certeza melhorar o suporte a esses produtos seja de hardware como de software independente e ainda de quebra pode também conseguir informações sobre o desenvolvimento desses softwares e com isso melhorar seus produtos.

Realmente isso de forma geral pode ser muito bom para o mercado, porém a União Européia – ferrenha opositora do sistema comercial da Microsoft – advertiu que a Microsoft já havia feito promessas como esta anteriormente e que nada havia mudado. O jeito é esperar para ver onde tudo isso vai chegar.

matrix
matrix

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 325 outros assinantes

Busca

julho 2020
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Categorias