Só o bloqueio não adianta

[ad#texto]
Quem me conhece sabe que não concordo com a política de simplesmente mandar sua equipe de Tecnologia da Informação bloquear tudo o que é site, de politizar o uso da Internet, e que é melhor educar os seus usuários e com isso aproveitar tudo o que a Internet tem de melhor e ainda rentabilizar se for o caso.

Concordo plenamente de que colaborador de faz uso indiscriminado da Internet deve ser punido e dar lugar a profissionais que utilizam a Internet para agregar valor para a empresa em que trabalha. Concordo que o funcionário abusado que passa o dia conversando com seus amigos via MSN deve ser demitido por justa causa, mas porque punir com o bloqueio do MSN aquele funcionário que reduz a conta de telefone da empresa preferindo utilizar o MSN para manter contatos profissionais?

Não vou dar exemplos hoje de empresas que lucraram com a Internet, pois já citei alguns em outras ocasiões, mas vou utilizar um case recente que tem invadido o Twitter de todos e que brinda exatamente que o conceito de bloqueio é inútil, um funcionário é sempre mais criativo que a sua empresa.

Em primeiro lugar vamos pensar um pouco, a área de TI para uma empresa é uma área estratégico, logo seus profissionais de TI deviam sempre buscar formas de fornecer inteligência em sistemas e melhoria contínua de processos ao invés de ficar criando regras de bloqueio de uso de Internet, ficar brincando de gato e rato com usuário espertinho que teima em encontrar uma forma de burlar o sistema de bloqueio da empresa.

Em segundo lugar, uma regra de remonta os primórdios da Internet, para cada regra de bloqueio e/ou restrição de uso que um administrador de rede inventar alguém em alguma parte do mundo irá inventar pelo menos dez formas de ludibriar tal regra.

Em terceiro lugar, hoje conectar-se a Internet é relativamente barato e acessível a grande maioria da força de trabalho no Brasil e no mundo, logo não adianta em nada a empresa proibir o uso da Internet sem educar o seu funcionário se ao chegar em casa ele tem acesso liberado. Ele fará o que quiser da sua casa e ponto final.

Veja o caso da Locaweb, presumo que por se tratar de uma empresa que vive e lucra exclusivamente da Internet a Locaweb tenha um controle de uso da Internet mais inteligente que um mero bloqueio, mas vamos aproveitar o case para fazer uma comparação:

Supondo que a Locaweb tenha bloqueio severo ao uso de Internet pelos seus funcionários, de nada adiantou se na hora em que estava em caso com o próprio acesso o seu funcionário usasse o nome da empresa e fizesse um grande estrago a marca da empresa.

Não adianta muito pedidos de desculpas, demissões ou arroxo do uso da Internet, depois de todo esse bafafa clientes foram perdidos e uma mancha irá perdurar por meses na logomarca da empresa.

Então você empresário ou gerente esperto, pense melhor na sua política de uso de Internet, pois além de ganhar dinheiro com ela você poderá se livrar de futuras dores de cabeça.

Petter Rafael
Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 321 outros assinantes

Busca

outubro 2020
DSTQQSS
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias