Microsoft prova do próprio veneno


Assim como 2 + 2 = 4 é notório o joguete que a Microsoft faz com patentes, são inúmeras patentes requeridas e outras várias renovadas todos os anos com um único propósito, o de dificultar a livre concorrência aos seus produtos (quando que na verdade o propósito da patente é proteger o seu produto contra cópia alheia).

Agora um tribunal federal dos Estados Unidos condenou a Microsoft a pagar cerca de US$ 290 milhões a empresa i4i por infringir uma patente sua, pois a i4i alega que a Microsoft violou uma patente sua referente a manipulação de documentos, além da multa a Microsoft fica proibida de vender quaisquer produtos que editem as extensões .xml, .docx e .docm.

A Microsoft vai recorrer da decisão, mas quam brinca com fogo acaba queimado um dia.

Tags:
Petter Rafael
Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 325 outros assinantes

Busca

julho 2020
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Categorias