Hollywood ataca pirataria do jeito errado. Novamente!

Hollywood ataca pirataria do jeito errado novamente e quer criar alfandega virtual que irá controlar a internet, será que cola?

[ad#texto]

A luta dos grandes estúdios de Hollywood contra a pirataria de filmes e músicas já é antiga e como sempre os grandes estúdios tentam criar medidas inócuas e absurdas por simplesmente se recusarem a atualizar sua visão de negócio que remonta do século passado. Agora Hollywood ataca pirataria do jeito errado mais uma vez.

Hollywood ataca a pirataria do jeito errado. Novamente!
Hollywood ataca pirataria do jeito errado. Novamente!

O principal conceito que Hollywood precisa entender é a que a internet presta-se a facilitar o transito de informações e dados sem se preocupar com barreiras físicas (distinção entre cidades, estados e países), o problema é que agora a moda é tentar impor uma barreira física para dados entrantes no território dos EUA, isso mesmo, em tempos de cloud computing tem gente lutando para impor controle geográfico sobre dados.

Esta moda começou quando a empresa ClearCorrect para burlar algumas patentes para seus aparelhos ortodônticos mondáveis teve a brilhante ideia de montar seus moldes 3D em um escritório do Paquistão e enviar os arquivos com os modelos via internet de volta para os EUA, assim, como o controle alfandegário dos EUA não monitoravam os dados entrantes a ClearCorrect poderia utilizar tecnologia patenteada sem pagar royalties pelo seu uso. Nem é preciso falar que a lei norte americana foi alterada e agora é passível que dados entrantes sejam monitorados.

Com base nesta alteração da lei, Hollywood quer criar uma espécie de barreia alfandegária virtual para barrar arquivos ISO de filmes pirateados cruzassem o território norte americano.

Nem é preciso ser especialista para saber o tamanho do problema que tal medida iria causar, pense em grandes empresas de conteúdo como Facebook, Google entre outras, a dificuldade que seria a administração dos milhares de servidores espalhados ao redor do mundo.

Realmente “ideias” como esta sempre saem de associações de gravadoras e estúdios com a singela missão de coibir ou até mesmo neutralizar a pirataria, porém, a única coisa que tais medidas alcançam é dificultar que os consumidores de conteúdo legal utilizem seus DVDs e CDs sem burocracia desnecessária, ou será que você nunca perdeu a paciência com os 10 minutos utilizados antes de cada filme com anúncios antipirataria que não podem ser avançados, você tem que ver tudo?

Anúncios estes que são removidos das versões piratarias dos filmes originais e agora, você paga para passar raiva ou paga muito menos e não passa raiva utilizando material pirata? É isso que a indústria precisa se atentar, eles mesmos são o maior combustível da pirataria, enquanto isso Hollywood ataca pirataria do jeito errado mais uma vez.

matrix
matrix

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 322 outros assinantes

Busca

setembro 2020
DSTQQSS
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 

Categorias