Google, a pirataria e a RIAA

[ad#texto]

É realmente interessante ver como as grandes gravadoras investem milhões em marketing e propaganda, fecham contratos milionários com grandes artistas, tudo para aumentar seus lucros, afinal toda empresa quer e precisa obter lucros para que sua atuação seja viável do ponto de vista financeiro e no meio de tanta inteligência mercadológica e administrativa as grandes gravadoras não conseguem simplesmente olhar para o mercado, sentir o que seu cliente deseja e atender este desejo.

Desde a invenção da fita k-7 que permitia a gravação de músicas em casa e agora mais ainda com a internet em alta velocidade e a constante troca de arquivos a RIAA (associação das maiores gravadoras norte-americanas) reclama, pula e grita, querendo que o mundo pare de evoluir para que sua forma de fazer negócio continue intacta, afinal não é de hoje (e nem de ontem) que as gravadoras vêm amargando quedas no faturamento.

É irritante comprar um DVD e ter que ficar 5 minutos assistindo propagandas antipirataria, afinal se eu comprei o DVD não vou adquirir aquele filme novamente por meio de pirataria, o foco das gravadoras está totalmente errado, também é irritante quando vou copiar um DVD ou CD de música para fazer um backup e sou impedido, quer dizer que eu perder o DVD vou ter que comprar de novo?

As gravadoras precisam aprender que elas vendem títulos (filmes, músicas, etc) e não mídia física (DVD, CD, Bluray), assim elas estariam automaticamente prontas para a próxima evolução do mercado que é o vídeo por demanda e o stream de áudio e vídeo.

Mas não, é mais fácil chorar quando alguém derruba nosso castelo de areia na praia e por isso a RIAA que nunca aprende notificou novamente o Google, alegando que os resultados do buscador ainda exibem muita pirataria, como se o Google fosse o culpado de toda a pirataria que transita na internet, a culpa é das próprias gravadoras que anos atrás extorquiam clientes (um único CD simples de música chegou a custar mais de R$ 50,00) então como diria o Capitão Nascimento, o sistema sempre dá um jeito, e quanto mais a RIAA apertava mais o pessoal arrumava formas de pirataria de conteúdo.

Nesta choradeira toda da RIAA para cima do Google ela chegou a afirmar que a busca do Google tem que privilegiar ainda mais as gravadoras e suas correlatas, deixando-as sempre em primeiro plano na busca somente pelo fato de que são gravadoras e correlatas, como se as alterações do Google com o chamado Panda já não deixasse as gravadoras e detentores de direitos autorais com grande relevância no buscador.

Então pessoal, parem de reclamar que não chove e façam o seu próprio sistema de irrigação.

Petter Rafael
Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 324 outros assinantes

Busca

julho 2020
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Categorias