Algoritmo de racismo


O Brasil é definitivamente o país das cotas (não estou aqui para julgar a questão), as parece que o Facebook é bem diferente, pois ele simplesmente proibe todos os usuários de nomes reservados de se cadastrarem.

O caso mais recente é de uma japonesa que tem o sobrenome de Yoda – e acredite se puder esse sobrenome é comum na terra do sol nascente – mas como o Facebook é muito esperto ele barrou o cadastro dela por achar ser alguém fazendo graça com o nome do Yoda do filme Star Wars.

No final das contas ela teve que mudar o seu sobrenome para Yhoda para conseguir realizar o cadastro no Facebook corretamente. A partir de tal fato podemos tirar duas conclusões:

  • Como será o algoritmo que o Facebook utiliza para realizar tal filtro? Será que tem alguém que fica realizando manutenção em um cadastro de nomes engraçadinhos? Hum, muito trabalho por nada;
  • E definitivamente o sistema é falho, pois várias pessoas com o sobrenome Yoda conseguiram realizar o cadastro.

E a vida continua.

Tags:
matrix
matrix

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 325 outros assinantes

Busca

julho 2020
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Categorias