Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome

Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome para tentar em um último esforço aumentar sua base instalada e de uso.

Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome
Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome

Depois de muito lutar para trazer relevância ao seu novo navegador o Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome, ou seja, irá utilizar o projeto Chromium.

Com problemas de compatibilidade em diversos sites e disponível somente para o Windows 10 o Edge nunca caiu nas graças dos usuários.

Com isso detinha apenas 4% de market share entre os navegadores disponíveis.

Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome: as vantagens

Ao adotar o projeto Chromium ao Edge a Microsoft irá diminuir a fragmentação e questões de compatibilidade, facilitando muito a vida de desenvolvedores web.

Para o usuário comum existirão menos problemas na renderização de sites ou serviços web.

Atualizações regulares, em um menor período de tempo irão melhorar a questão da segurança e trazer novos recursos de maneira muito mais dinâmica.

De quebra o maior problema do Edge será resolvido: estar disponível apenas para o Windows 10.

Adotando o projeto Chromium a Microsoft já anuncia que o Edge passará a ser suportado pelos Windows 7, Windows 8 e Windows 10, além de estar disponível para outras plataformas, como o MacOS, por exemplo.

Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome: quando tudo vai mudar?

Embora o anúncio já tenha sido realizado pela Microsoft somente a partir de 2019 o Edge com o Chromium será liberado para desenvolvedores e beta testers.

Talvez somente no quarto trimestre de 2019 ele seja de fato liberado para o usuário final.

Isso levando em consideração apenas a versão para Windows.

Versões para outras plataformas provavelmente irão demorar ainda mais.

Microsoft Edge usará a mesma base do Google Chrome: todos ganham

Com esta manobra a Microsoft tem a oportunidade de mitigar diversos problemas de compatibilidade do Edge.

Os usuários também enfrentarão menos problemas de compatibilidade de sites e serviços.

O projeto Chromium ganha um contribuidor de peso, onde a Microsoft promete se tornar o maior contribuidor do projeto de código-aberto.

Algum similar ao que tem realizado com a Linux Foundation.

Petter Rafael
Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 323 outros assinantes

Busca

setembro 2020
DSTQQSS
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 

Categorias