O começo do fim da Nokia

A Nokia firma um acordo gigantesco com a Microsoft, afinal isso poderia alavancar a irrisória participação do Windows no mercado mobile e de quebra iria salvar a Nokia que de empresa mais relevante do mercado mobile virou o primeiro e única elefante branco escandinavo.

Parte da estratégia é o lançamento somente no mercado norte-americano no Lumia 900, smartphone topo de linha rodando o Windows Phone em toda a sua elegância, porém não acessa Internet, isso mesmo, uma função primária em qualquer smartphone Xing-ling com Android não funciona o smartphone carro-chefe da Nokia e Microsoft.

Sendo o primeiro smarpthone 4G da Nokia, a incapacidade de acessar a Internet obrigou a Nokia a pagar US$ 100,00 a todos os consumidores que o compraram, com o detalhe de que o aparelho custou US$ 99,00, comprados com subsídio nas lojas da AT&T.

A Nokia se apressou em dizer que a falha é de software e não do hardware e que não afeta mais nenhum outro recurso do Lumia 900, como se não acessar a Internet fosse pouca coisa, na mesma nota a Nokia diz que está trabalhando para que os novos Lumia 900 tenham o defeito (mencionado como falha de acesso à memória) seja corrigido ainda dentro do mês de abril.

Vamos ver como fica o namoro da Nokia com a Microsoft, pois é muito pouco tempo para já começar falhas absurdas e uma empresa jogar a culpa na outra, seria o início de uma separação?

Leia mais:

Sobre Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>