Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança

Pode parecer uma abordagem estranha, mas a Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança e isso parece funcionar muito bem. Veja os detalhes.

Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança
Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança

A Intel vem enfrentando diversos problemas relativos a segurança e agora parece ter conseguido uma ideia inovadora, agora a Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança.

Com isso temos a promessa de ganho de performance e economia de bateria.

E novamente vemos uma empresa que sempre investiu em CPU migrar parte de seu conhecimento para a GPU (quem não se lembra do conceito de APU lançado anteriormente pela AMD).

Porém agora o problema não envolve somente performance, mas sim o fator segurança.

Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança: TDT

TDT é a abreviação da iniciativa Intel Threat Detection Technology.

Esta iniciativa vai consistir nos esforços para unir capacidades de hardware com softwares antivírus visando aumentar a segurança do ambiente computacional como um todo.

A princípio temos dois avanços tecnológicos, mas outros irão surgir em breve.

Com eles, as falhas como a  Meltdown e Spectre serão incólumes.

Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança: Advanced Memory Scanning

Basicamente a tecnologia Advanced Memory Scanning transfere para a GPU a atividade da CPU responsável por gerenciar o processamento durante a varredura do sistema que busca por malwares que evitam escrever no disco.

Além de aumentar a segurança ganhamos de brinde maior performance e menor consumo de energia.

Isso é possível, pois na maioria do tempo a GPU fica ociosa, assim a utilização da CPU cai de 20% para 2% na média.

Esta funcionalidade ficará disponível para que softwares antivírus a utilizem e a partir do próximo mês o Microsoft Windows Defender já irá passar a utiliza-lo.

Esta tecnologia estará disponível em processadores de sexta, sétima e oitava geração.

Intel vai utilizar a GPU para aumentar a segurança: Advanced Platform Telemetry

A tecnologia Advanced Platform Telemetry baseia-se no rastreio do comportamento do usuário para detectar padrões de uso que parecem anômalos.

Assim como alguns softwares antivírus já fazem, desta vez a Intel irá aplicar o conceito a nível de hardware para que a CPU detecte possíveis comportamentos anômalos na sua utilização.

Com este comportamento registrado a Intel enviará os dados para sua cloud a fim de mapear e tomar ações em um espaço de tempo menor e de maneira mais pró-ativa.

Esta tecnologia está primeiramente disponível para clientes corporativos, sendo a Cisco a primeira empresa a utiliza-la.

Petter Rafael
Petter Rafael

Desenvolvedor Web atua com as tecnologias Java e PHP apoiadas pelos bancos de dados Oracle e MySQL. Além dos ambientes de desenvolvimento acima possuiu amplo conhecimento em servidores Apache/Tomcat, Photoshop, Arte & Foto, Flash e mais uma dezena de ferramentas e tecnologias emergentes. Atualmente colabora com o Viablog escrevendo sobre programação e tecnologia.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 322 outros assinantes

Busca

setembro 2020
DSTQQSS
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 

Categorias