Apps espionando área de transferência são descobertos no iOS

Em tempos de grandes problemas com segurança e privacidade apps espionando área de transferência são descobertos no iOS e vai render processo.

Apps espionando área de transferência são descobertos no iOS
Apps espionando área de transferência são descobertos no iOS

Passamos por um período onde a privacidade está sendo muito discutida e debatida e apps espionando área de transferência foram descobertos no iOS.

É notório que muitos aplicativos solicitam permissões ao serem instalados além do que realmente precisam.

Geralmente isso ocorre com aplicativos e jogos de players desconhecidos ou de origem duvidosa, porém desta vez grandes players foram descobertos.

No caso em questão, além de outros 50 aplicativos o LinkedIn da Microsoft foi um dos identificados.

Apps espionando área de transferência são descobertos no iOS: como ocorreu

Assim como o Google vem fazendo no Android a Apple melhorou o sistema de controle de permissões.

Em resumo o usuário tem mais poder de decisão e o sistema, tanto o iOS quanto o Android, irão alertar o usuário de maneira mais abrangente.

No iOS 14, que ainda está em estágio beta, este sistema foi muito otimizado e os usuários que se aventuraram em instalarem descobriram que cerca de 50 apps estavam monitorando a área de transferência.

Dentre estes aplicativos temos o TikTok, PUBG Mobile, Reuters e até o LinkedIn.

Agravando o caso o iOS compartilha o conteúdo da área de transferência é compartilhado entre todos os gadgets, ou seja, MacOS e iPadOS.

O LinkedIn e os demais aplicativos teriam então acesso ao conteúdo da área de transferência até em outros gadgets do usuário.

Virou processo

Um usuário abriu um processo, no último dia 10, contra a Microsoft em decorrência da quebra de privacidade.

Afinal de contas um aplicativo de rede social não precisa, e nem poderia, ter acesso ao conteúdo transferido na área de transferência.

O responsável pelo LinkedIn colocou panos quentes no assunto e afirmou que se trata de um bug e que o app não compartilhada nem monitora estes dados.

Porém, um mero bug geralmente resume-se a um erro de operação e não uma funcionalidade completa e funcional, como foi este caso.

Vamos acompanhar o caso!

matrix
matrix

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 320 outros assinantes

Busca

novembro 2020
DSTQQSS
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930 

Categorias